Conecte-se conosco

Destaque

Cemig explica bandeiras tarifárias da conta de luz

Publicado

em

As bandeiras tarifárias que incidem nas contas de energia dos brasileiros são definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Elas valem para todo o território nacional, sendo o mesmo valor aplicado para todos os consumidores no país. 

O gerente de Regulação e Tarifas da Cemig Distribuição, Giordano Bruno de Pinho Matos, explica que a empresa não define quando ocorre a cobrança de bandeiras na conta de energia. Segundo ele, o Sistema de Bandeiras Tarifárias existe desde 2015, e elas são adicionadas quando as condições de geração de energia elétrica são desfavoráveis, com maior acionamento de usinas termelétricas, que são bem mais caras. 

Excepcionalmente, desde 1º/09/2021 passou a vigorar a nova bandeira, denominada “escassez hídrica”. Essa cobrança vale para todos os consumidores do Sistema Interligado Nacional, de setembro de 2021 a abril deste ano, com exceção dos beneficiários da tarifa social.

A bandeira de escassez hídrica foi criada por determinação da Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG) para custear os custos excepcionais do acionamento de usinas térmicas e da importação de energia. Com a decisão da CREG, a cobrança da bandeira escassez hídrica ficou estabelecida no valor de R$14,20 a cada 100 quilowatt-hora consumidos.  

O valor das bandeiras é definido, anualmente, pela Aneel, no final do período de chuvas no país. Atualmente, existem quatro patamares: a bandeira verde, que não traz acréscimo no valor; a bandeira amarela, quando há condições menos favoráveis de geração de energia, com acréscimo de R$1,874 para cada 100 kWh consumidos;  a bandeira vermelha, que possui os patamares 1 e 2, com acréscimo de R$3,971 ou de R$9,492 para cada 100 kWh consumidos. 

A Cemig mantém em seu site um detalhamento das tarifas cobradas com a aplicação das bandeiras tarifárias, discriminadas por tipo de consumidor. Os valores faturados, incluindo impostos e encargos, também vêm discriminados na conta de luz.

Fonte: Agência Minas Gerais

Continue Lendo

Destaque

Veja dicas para usar seu cartão com segurança e evitar fraudes

Publicado

em

Por

Os cartões se tornaram uma ferramenta muito comum no dia a dia das pessoas. Com sua praticidade, é fácil fechar uma compra rapidamente e sem precisar estar com dinheiro em mãos. 

Infelizmente, os cartões não só trouxeram praticidade como também facilitaram as fraudes. As fraudes são um tormento para quem gosta dessa praticidade e, principalmente, de fazer compras online. Por isso, é de suma importância ficar atento e se prevenir desses golpes.

Confira algumas dicas para usar seu cartão com segurança e evitar fraudes: 

1) Comprar em sites falsos é um dos golpes mais comuns. Antes de finalizar uma compra ou fazer um cadastro, faça uma busca rápida na internet e cheque se o site tem uma boa reputação entre os clientes.

2) Antes de comprar um produto em promoção, compare com o valor de outras lojas. Se o preço, condições de pagamento ou taxas estiverem muito abaixo, provavelmente a oferta é falsa. Inserir seus dados nesse tipo de site pode ser um risco.

3) Atenção ao conectar seu dispositivo em redes Wi-Fi em espaços públicos. Essas redes são abertas e qualquer pessoa pode utilizá-las. Por isso, evite fazer cadastros e digitar seus dados pessoais e bancários quando estiver fora de casa. 

4) Evite repassar dados por telefone ou mensagem. Geralmente, as empresas não pedem confirmação de dados por esses meios. Nesse caso, entre em contato com a empresa.

5) Utilizar cartões virtuais para realizar compras pela internet pode ser uma opção mais segura. Isso porque alguns bancos oferecem cartão virtual temporário, sendo possível utilizá-lo apenas uma vez, o que pode evitar muitos golpes.

Fonte: R7

Continue Lendo

+ Acessadas da Semana