Conecte-se conosco

Destaque

Covid: taxa de transmissão no Brasil é a menor desde abril de 2020

Publicado

em

A taxa de transmissão da covid, caiu nesta semana para o menor nível registrado no Brasil desde abril de 2020, quando teve início a medição, de acordo com o Imperial College de Londres.

Segundo os pesquisadores, o índice conhecido como Rt chegou a 0,60 nesta segunda-feira (11). Isso significa que cada 100 brasileiros contaminados transmitem o vírus para outras 60 pessoas (a margem de erro varia entre 0,24 e 0,79). Resumidamente, um ritmo de contágio maior do que 1 representa o aumento da contaminação coletiva, enquanto o indicador inferior a 1 aponta uma tendência de recuo na transmissão do vírus.

Há duas semanas, de acordo com o relatório anterior do Imperial College, o Rt no Brasil encontrava-se em 1,04. Durante praticamente todo o ano de 2021, o índice vinha ficando sempre acima da casa dos 0,8, tendo alcançado o seu patamar máximo (1,23) em março, no pico da chamada “segunda onda” no país.

Vale destacar que, segundo o próprio Imperial College, a precisão da estimativa depende da qualidade dos dados produzidos no país. Além disso, trata-se de uma média nacional, ou seja, não significa que o ritmo de contágio esteja retrocedendo de forma homogênea por todos os Estados e regiões. De todas as formas, os especialistas alertam que as melhoras nos índices não devem servir de pretexto para o relaxamento das medidas de prevenção, como o uso de máscaras e o distanciamento.

Fonte: O Tempo

Continue Lendo

Destaque

Gasolina fica 7% mais cara e diesel sobe 9%, reajusta Petrobras

Publicado

em

Por

A Petrobras comunicou, nesta segunda-feira (25), que os preços da gasolina e do diesel sofrerão nova alta nas refinarias a partir desta terça-feira (26).

O preço médio da gasolina passará de R$ 2,98 para R$ 3,19 (reajuste médio de R$ 0,21, 7,04%). 

Já o diesel passará de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro, reajuste médio de R$ 0,28 por litro (9,15%).

ICMS sobre o diesel congelado em Minas 

O novo reajuste já estará inserido no congelamento do valor de referência do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço (ICMS) sobre o combustível em Minas, anunciado pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). 

Com isso, a cobrança do ICMS pelo litro do diesel — que é de 15%, conforme definido pelo Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) — será mantida com os valores atuais. 

Ou seja, o consumidor mineiro será um pouco menos impactado com a nova alta.

Fonte: Itatiaia

 

Continue Lendo






+ Acessadas da Semana