Conecte-se conosco

Destaque

‘Finados 2021’: PRF fará operação especial nas estradas mineiras durante feriado prolongado

Publicado

em

Para o feriadão prolongado de 02 de novembro a expectativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) é de mais movimento nas estradas que cortam Minas a partir da tarde desta sexta-feira (29), quando muitos deixam o trabalho para emendar o feriado.

Com mais movimento, o risco de acidentes aumenta. Por isso, a PRF vai intensificar as ações de fiscalização nas rodovias federais que passam pelo estado. A operação “Finados 2021” começa a partir de 0h01 desta sexta-feira, com foco na redução de acidentes e reforço do efetivo em locais estratégicos. O trabalho deverá atingir todas as regiões de Minas Gerais.

Segundo o inspetor Aristides Júnior, porta-voz da PRF em Minas, o aumento do número de veículos transitando pelas rodovias do estado, mesmo com a atual situação pandêmica, já vem sendo observado desde o último ano. 

De acordo com a PRF, o trabalho será dividido em três frentes:

– Prevenção para a diminuição da gravidade dos acidentes;

– Em uma resposta rápida para garantir fluidez ao trânsito;

– No combate às infrações de trânsito, como as ultrapassagens indevidas e proibidas, dirigir sob influência de álcool, dirigir com velocidade incompatível, transitar pelo acostamento, dentre outras.

Para uma viagem segura, a Polícia Rodoviária lembra que o motorista não deve usar o telefone celular enquanto dirige, precisa checar as condições dos automóveis e os equipamentos obrigatórios, principalmente estepe, macaco, triângulo e chave de roda.

A PRF lembra, ainda, que não haverá restrição para circulação de veículos durante o feriado prolongado. O término da operação está previsto para às 23h59 de terça-feira (2).

Fonte: Itatiaia

 

Continue Lendo

Destaque

Professores da educação básica terão reajuste no piso salarial

Publicado

em

Por

O presidente Jair Bolsonaro anunciou pelo Twitter, reajuste de 33,24% no piso salarial dos professores da educação básica. “É com satisfação que anunciamos para os professores da educação básica um reajuste de 33,24% do piso salarial. Esse é o maior aumento já concedido pelo governo federal desde o surgimento da Lei do Piso”, afirmou.

Com o ajuste, o piso passa de R$2.886 para R$3.845. O aumento leva em consideração o valor, por aluno, pela variação da inflação nos últimos dois anos, conforme prevê a Lei do Magistério. Segundo o presidente, mais de 1,7 milhão de professores de estados e municípios, que lecionam para mais de 38 milhões de alunos nas escolas públicas, serão beneficiados.

O piso salarial é o valor mínimo que profissionais de uma determinada categoria devem receber. Neste caso, trata-se do vencimento mínimo para os profissionais do magistério público da educação básica em início de carreira. A regra foi criada por uma lei de 2008 e é válida em todo o país.

Além disso, a norma estabelece que os reajustes devem ser anuais. “Isso existe para equiparar os salários dos professores da educação básica pública aos salários de outros profissionais com escolaridade equivalente”, explicou o secretário de Imprensa e Divulgação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Luiz Carlos Vieira.

O valor do piso do magistério é calculado com base na comparação do valor aluno-ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) dos dois últimos anos e atende a profissionais com formação em magistério em nível médio e carga horária de trabalho de 40 horas semanais.

Fonte: Itatiaia e G1

Continue Lendo

+ Acessadas da Semana