Conecte-se conosco

Destaque

Professores dão dicas para segundo dia de provas do Enem

Publicado

em

No próximo domingo (28), os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 farão as provas de matemática e ciências da natureza. Para se sair bem, professores do Colégio Aplicação e do Unipac recomendam que o participante tenha uma estratégia de prova. 

Ter uma estratégia de prova é definir previamente como irá administrar o tempo e como irá resolver as questões, Uma das principais dicas é começar pelas questões mais fáceis. Garantir as questões fáceis é uma estratégia para atender aos critérios de correção das provas, pela Teoria de Resposta ao Item. Pela TRI, a nota não é calculada levando-se em conta somente o número de questões corretas, mas também a coerência das respostas do participante ao conjunto das questões que formam a prova. A TRI estima a dificuldade das questões e avalia o conhecimento dos participantes.

Outra dica é estar atento aos textos e enunciados da questão. Segundo os professores, às vezes, as questões têm mais de uma alternativa que está correta conceitualmente. A grande questão é responder de acordo com o que o enunciado está pedindo. A alternativa pode estar correta conceitualmente, mas não é o que o enunciado pede. Quando se fala em interpretação de texto, é importante que os alunos estejam focados no pedido da questão, no enunciado.

A professora do curso de Nutrição do Unipac, Ana Carolina Pereira, preparou algumas dicas em relação à alimentação no dia da prova. “Leve sua garrafinha de água para que você se mantenha hidratado durante todo o período e leve também lanches rápidos para que você possa comer e te dar energia como barrinhas de chocolate. Frutas também são uma boa opção pois elas possuem alto teor de água, vitaminas, minerais e fibras, que podem ajudar no sistema cognitivo. Para os que ficam muito nervosos, momentos antes, tome um chá calmante que vai te ajudar”, indicou.

Com informações de Agência Brasil

Continue Lendo

Destaque

Professores da educação básica terão reajuste no piso salarial

Publicado

em

Por

O presidente Jair Bolsonaro anunciou pelo Twitter, reajuste de 33,24% no piso salarial dos professores da educação básica. “É com satisfação que anunciamos para os professores da educação básica um reajuste de 33,24% do piso salarial. Esse é o maior aumento já concedido pelo governo federal desde o surgimento da Lei do Piso”, afirmou.

Com o ajuste, o piso passa de R$2.886 para R$3.845. O aumento leva em consideração o valor, por aluno, pela variação da inflação nos últimos dois anos, conforme prevê a Lei do Magistério. Segundo o presidente, mais de 1,7 milhão de professores de estados e municípios, que lecionam para mais de 38 milhões de alunos nas escolas públicas, serão beneficiados.

O piso salarial é o valor mínimo que profissionais de uma determinada categoria devem receber. Neste caso, trata-se do vencimento mínimo para os profissionais do magistério público da educação básica em início de carreira. A regra foi criada por uma lei de 2008 e é válida em todo o país.

Além disso, a norma estabelece que os reajustes devem ser anuais. “Isso existe para equiparar os salários dos professores da educação básica pública aos salários de outros profissionais com escolaridade equivalente”, explicou o secretário de Imprensa e Divulgação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Luiz Carlos Vieira.

O valor do piso do magistério é calculado com base na comparação do valor aluno-ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) dos dois últimos anos e atende a profissionais com formação em magistério em nível médio e carga horária de trabalho de 40 horas semanais.

Fonte: Itatiaia e G1

Continue Lendo

+ Acessadas da Semana