Conecte-se conosco

Destaque

Gasolina e gás de cozinha ficam mais caros a partir deste sábado (09)

Publicado

em

A partir deste sábado (09), entram em vigor nas distribuidoras o reajuste nos preços do Gás Liquefeito de Petróleo, o gás de cozinha, e da gasolina. Em nota, a Petrobras informou que manteve por 95 dias os preços estáveis no gás de cozinha, porém agora, a companhia realizará ajuste no preço do gás para as distribuidoras.

Para a gasolina, o período de estabilidade foi de 58 dias. Em nota, a empresa esclarece que os ajustes são importantes para prevenir o desabastecimento. E que também o aumento no preço foi resultado da oferta limitada frente a demanda, e do fortalecimento do dólar.

Desta forma, a partir deste sábado, o preço médio e venda do gás de cozinha, passa de R$ 46,80 para  pouco mais de R$ 50 por botijão de 13kg, refletindo reajuste médio de R$ 0,26 por kg.

Para a gasolina, o preço médio de venda para as distribuidoras, passa de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro, com reajuste médio de 20 centavos por litro.

A Petrobras publicou informações referentes à formação e composição dos preços de combustíveis ao consumidor em seu site: petrobras.com.br

Fonte: Agência Minas

Continue Lendo

Destaque

Gasolina fica 7% mais cara e diesel sobe 9%, reajusta Petrobras

Publicado

em

Por

A Petrobras comunicou, nesta segunda-feira (25), que os preços da gasolina e do diesel sofrerão nova alta nas refinarias a partir desta terça-feira (26).

O preço médio da gasolina passará de R$ 2,98 para R$ 3,19 (reajuste médio de R$ 0,21, 7,04%). 

Já o diesel passará de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro, reajuste médio de R$ 0,28 por litro (9,15%).

ICMS sobre o diesel congelado em Minas 

O novo reajuste já estará inserido no congelamento do valor de referência do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço (ICMS) sobre o combustível em Minas, anunciado pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). 

Com isso, a cobrança do ICMS pelo litro do diesel — que é de 15%, conforme definido pelo Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) — será mantida com os valores atuais. 

Ou seja, o consumidor mineiro será um pouco menos impactado com a nova alta.

Fonte: Itatiaia

 

Continue Lendo






+ Acessadas da Semana